FIQUE POR DENTRO DA EDIÇÃO EXTRA DE KPC

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

A CORRUPÇÃO NA ÓTICA DE UM FREI FRANCISCANO POLITIZADO

A corrupção atrapalha a vida do nosso País, suga recursos, desviando-os dos seus reais objetivos. É por isso que falta dinheiro para a Saúde, para a Educação, para fazer chegar água potável a todos, para as obras de Saneamento Básico e tantas necessidades essenciais na vida do povo.

Mas esse dinheiro sobra no bolso do corrupto! Quem é eleito não é dono do dinheiro público; é apenas gestor. Terá que administrá-lo bem em função do bem comum, do bem de todos, destinando-os aos cidadãos segundo as regras da Justiça.

O mesmo vale em nossas comunidades. Cuidemos bem do que é de todos. Não usemos em proveito próprio o que não nos pertence. Sejamos transparentes.

Texto do Frei NILO AGOSTINI (OFM)
www.niloagostini.com.br

Sugestão de MAURO GOMES BARROS
Da Equipe de Redação de KPC

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

LIVRO "NOSSO LAR" GEROU CONTROVÉRSIAS NO MOVIMENTO BRASILEIRO

A afirmação é do jornalista e agora mestre em Ciências das Religiões, Fabiano Vidal, gestor de O Blog dos Espíritas e trabalhador do Centro Espírita Os Doze Apóstolos, com sede no bairro Mandacaru, em João Pessoa.

Ele topou falar sobre essas controvérsias em entrevista exclusiva para o nosso blog. Confira como foi a nossa conversa com Vidal. E não esqueça de comentar o polêmico assunto.

KPC – Quando surgiu o seu interesse pelo Espiritismo e quais as suas atividades no movimento espírita de João Pessoa, capital paraibana?
FABIANO – Meu interesse pelo Espiritismo, do qual só conhecia do que via pela imprensa, acentuou-se após a leitura de "O Livro dos Espíritos" de Allan Kardec, com o qual me identifiquei de pronto. Minha atuação no movimento espírita é discreta, pois me dedico mais aos estudos das obras espíritas do que ao movimento. Colaboro, sempre que possível, com o centro espírita que frequento, os Doze Apóstolos.

KPC – O que levou você a pesquisar sobre a colônia espiritual "Nosso Lar", tese de dissertação de defesa do seu Mestrado em Ciência das Religiões, na Universidade Federal da Paraíba?

FABIANO – Como iniciei meus estudos de Espiritismo com os livros de Allan Kardec, só após me dediquei à leitura de alguns romances, como "Nosso Lar", "Violetas na Janela" e "Há dois mil anos". Chamou-me a atenção diferenças no discurso das obras de Kardec com algumas passagens de "Nosso Lar". Daí surgiu o meu interesse por esta temática.

KPC – Quais as principais controvérsias que foram focos de sua pesquisa?
FABIANO – Como não seria possível abordar todas as controvérsias entre o "Nosso Lar" e as obras de Kardec, foi necessário me focar naquelas nas quais considerei mais polêmicas, como a descrição de um "céu" materializado e as sensações relatadas pelos espíritos de sede e necessidade de alimentação, tal qual ocorre entre os "encarnados".

KPC – Em que aspecto essas controvérsias "quebram" o encantamento dos espíritas religiosos pela mística colônia espiritual?

FABIANO – No meu entendimento, os espíritas denominados de "religiosos" são aqueles que mais creem no relato feito por André Luiz sobre o "Nosso Lar". Essa "quebra de encantamento" à qual você se refere está mais associada ao segmento dos espíritas científicos ou ortodoxos, que estão mais afinizados com o discurso de Allan Kardec e defendem a pureza doutrinária do Espiritismo, rejeitando as obras de André Luiz como obras complementares da codificação.

KPC – Você acredita na existência de "Nosso Lar"?
FABIANO – Acredito que existem muitas "verdades" sobre o que seria a vida após a morte do corpo físico. A descrição do "Nosso Lar" seria mais uma entre essas "verdades". Pessoalmente, minha visão da vida pós-morte seria algo próximo do que é mostrado nos filmes "Amor além da vida" com Robin Williams, e "As cinco pessoas que você encontra no céu".

KPC – O que leva os espíritas simpatizantes do aspecto científico da Doutrina questionar a veracidade da existência dessas e de outras colônias em dimensões desconhecidas?
FABIANO – No meu entender, a fidelidade desse segmento de adeptos ao discurso de Allan Kardec, que influenciado pelo positivismo e pelos avanços da ciência de sua época, rejeita tudo o que é considerado místico e sobrenatural, o levando a romper com as descrições materializadas do além, como as relatadas por Swedenborg, por exemplo.

KPC – Quando a sua dissertação de defesa do Mestrado em Ciência das Religiões estará disponível em O Blog dos Espíritas e na rede social Facebook?
FABIANO – Neste momento, estou realizando os últimos ajustes sugeridos pela banca de professores para a entrega da versão definitiva à Biblioteca Central da UFPB. Assim que o fizer, a dissertação estará disponível na Internet. Comprometo-me a passar o link para o blog da KPC para que seus leitores e colaboradores tenham acesso ao trabalho.

KPC – E o livro, já tem data prevista para publicação pela Editora da Universidade Federal da Paraíba?
FABIANO – Até o momento, não. Assim que tiver novidades a respeito, informarei a KPC.

KPC – Suas considerações finais, com o nosso sincero agradecimento pela entrevista.
FABIANO Primeiramente, agradeço o espaço concedido por KPC. Aos espíritas deixo claro que o trabalho não possui a pretensão de desconstruir o "Nosso Lar" ou de identificar o que seria considerado como o "verdadeiro" Espiritismo, tampouco estabelecer critérios de definição para classificar uma obra mediúnica como complementar ou não da doutrina espírita. "Em torno do Nosso Lar - uma análise das controvérsias produzidas no movimento espírita" busca identificar o estabelecimento dos critérios de negociações e formulações do discurso espírita construído por seus seguidores no âmbito do campo religioso brasileiro e entender o processo de construção de conflitos entre os adeptos defensores de uma ortodoxia espírita com outras visões mais discriminadas.

 
QUEM É FABIANO VIDAL?


Fabiano Vidal é Técnico em Turismo (Escola Técnica Federal da Paraíba), Turismólogo (IESP), Especialista em Marketing e Publicidade (IESP), Jornalista (DRT 2946) e Mestre em Ciências das Religiões (UFPB). Foi professor do curso de Turismo da Faculdade Asper e Técnico do PRODETUR – PB (Programa de Desenvolvimento do Turismo). É autor dos livros Do Tambaú ao Garden – A História Moderna do Turismo da Paraíba (2007) e Breve História do Espiritismo (2012).

ESPIRITISMO CRESCE E APARECE EM CUBA

Quem diria que as sementes jogadas pelo Conselho Espírita Internacional (CEI) e pela Federação Espírita Brasileira (FEB) fossem germinar tão profusamente quanto se comenta na mídia espírita. Mas é verdade. A ilha caribenha já é considerada o "segundo maior reduto de espíritas do mundo", segundo a opinião do jornalista Juvan de Souza Neto, editor-chefe de ESPAÇO ESPÍRITA (Barra Velha, SC).

Cerca de 400 Casas Espíritas foram fundadas e estão em plena atividade doutrinária e assistencial na ilha de Fidel Castro. Prova de que onde o Espiritismo se instala e expande, os corações, antes frios e indiferentes, se deixam sensibilizar pela brandura dos seus ensinamentos cristãos.

MARCOS TOLEDO
Da Equipe de Redação de KPC
Natal - RN.

DORIS MADEIRA GANDRES EM KPC DE OUTUBRO

A palestrante, escritora e articulista carioca foi atenciosa e simpática no pronto atendimento da pauta que enviamos via e-mail. Respondeu e enviou fotografia como prometido.

Doris Gandres fala sobre Ignorância e Cultura sob a ótica da Doutrina Espírita. Ela mora na bucólica e aprazível Teresópolis (RJ), com o marido Roberto. Ambos participam ativamente das atividades doutrinárias e assistenciais do Centro de Cultura Espírita Deolindo Amorim (CCEDA).

A entrevista ficou excelente! Aguarde para conferir na próxima edição da gazetinha digital Kardec Ponto Com.

CARLOS BARROS
Da Redação de KPC

LEIA MAIS SOBRE O POLÊMICO ASSUNTO

O artigo a que se refere Saulo Aurélio Rocha (nosso correspondente pernambucano) está na seção A Sua Opinião / Assuntos Polêmicos, com link à esquerda da página central do blog. Está na íntegra e com detalhes que motivaram Dora Incontri a colocar a boca no trombone.

Dê uma espiadinha e comente, enviando seu recado para nossa Redação: jornalista1938fenaj@gmail.com. O comentário - se for inteligente - será postado no blog.

CARLOS BARROS
Da Redação de KPC

COMENTANDO O ASSUNTO

O DESABAFO E A DECEPÇÃO DE DORI INCONTRI
COM O MOVIMENTO ESPÍRITA RELIGIOSO

Recebi do amigo Carlos Barros o artigo "A CONSPIRAÇÃO DO SILÊNCIO EM TORNO DO ESPIRITISMO", da Doutora em Educação paulistana, para inteirar-me do seu conteúdo e tecer comentário para postagem neste blog.

O artigo é longo, mas chama a atenção pelo desabafo revelador da jornalista e educadora, respeitadíssima por sua sincera vinculação com o lúcido pensamento kardequiano. Percebe-se de cara que o desabafo é motivado pela política do silêncio e da indiferença imposta àqueles intelectuais que não comungam com as idiossincrasias doutrinárias do movimento espírita religioso brasileiro.

Esse movimento "unificado" pela Federação Espírita Brasileira e Federativas estaduais só aceita a troca de experiências e o aproveitamento de pesquisas quando o autor faz parte do fechado círculo de colaboradores e seguidores da Casa de Ismael. Quem não é aceito fica fora do "feixe de varas da unificação", sem poder compartilhar e expandir suas novas ideias.

Infelizmente, essa é a postura equivocada dos líderes da FEB e de suas co-irmãs (Federativas adesas) desde que o Pacto Aureo foi reconhecido em todo o País. Uma conduta espírita que anda na contramão de tudo aquilo que Allan Kardec legou como diretriz para complementar a Doutrina dos Espíritos com novas propostas pedagógicas e pesquisas científicas.

Não é de hoje que pretendemos um movimento que não se conforme com o pieguismo religioso nem com posturas contemplativas e salvacionistas, regadas à prática de um assistencialismo que não contribui para valorizar quem tem fome e sede de Cultura e Educação genuinamente kardecistas.

Em hipótese alguma, devemos aceitar essa "conspiração do silêncio" imposta a quem pensa e age diferentemente da maioria dos espíritas religiosos "unificados". É uma discriminação velada e vergonhosa que não condiz com o tão decantado "(...) os meus discípulos serão reconhecidos por muito se amarem".

Estendo à Dori Incontri o meu solidário apoio para que ela não se sinta tão solitária em sua luta contra o Golias febiano.

SAULO AURÉLIO ROCHA
Da equipe de Redação de KPC
Recife - PE

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

FATOS E ARGUMENTOS

Um Pós-Doutorado aprovado recentemente na Universidade de São Paulo pode ser mais um instrumento para ajudar a encurtar o caminho da Ciência em direção à Espiritualidade.

Pesquisadores analisaram as mensagens e cartas recebidas pelo médium Chico Xavier de parentes e amigos desencarnados e encontraram indícios de que o médium não tinha conhecimento prévio das informações passadas. O que aponta para a possibilidade de um tipo de comunicação diferenciada entre os homens.

"O Espiritismo apoia-se em fatos", afirmava Kardec fazendo questão de destacar a importância do caráter experimental da Doutrina Espírita para ter sua autoridade como Ciência.

>>> Texto transcrito e adaptado do jornal
CORREIO FRATERNO, julho/agosto de
2014, São Bernardo do Campo, SP.