quarta-feira, 16 de abril de 2014

NOVO MUNDO VELHO

Preconceitos, racismo, guerras, fome, medo e terrorismo. Males que assolam toda a sociedade terrena e que não encontram uma solução sensata e urgente, por parte da diplomacia dos países mais poderosos do mundo.
 
A Natureza, com o meio ambiente ameaçado pela ganância dos homens, manifesta-se inesperada e violentamente, destruindo cidades inteiras e milhares de vidas cheias de sonhos e ideais. Quem estuda oE spiritismo, logo vai entender que o problema da Humanidade é um só: moral.
 
A felicidade é busca inerente a cada ser. Em um mundo, onde a maioria das pessoas crê que a vida se limita entre o nascimento e a morte, só a preservação do corpo e da individualidade importa.
 
Homens e mulheres procuram a felicidade na acumulação de riquezas, na saciedade dos desejos, na realização profissional competitiva e em tudo que satisfaça a individualidade, em detrimento da coletividade.
 
Tal comportamento só pode gerar os problemas que vemos grassando por aí: depressão, dependência alcoólica, envolvimento com drogas e uso incontrolado de medicamentos; causas que levam milhões de pessoas, em todo o mundo, ao suicídio injustificável.
 
Para agravar ainda mais a situação, surgem os falsos profetas, prometendo curar e salvar "os perdidos em si mesmos", em troca de dinheiro, fama e poder. Muitos fomentam as mais excêntricas crenças em seus seguidores, envolvendo-os em seitas e doutrinas de lastro filosófico nebuloso, que provocam uma confusão desgastante na cabeça de quem busca apenas paz de espírito.
 
Em meio a tanta desilução, hipocrisia e leviandade humanas, a fé racional parece perder força e os homens vão se tornando, cada vez mais, insensíveis ao sofrimento alheio. Estamos ficando "acostumados" as tragédias urbanas e mundiais.
 
Vamos, inconscientemente, nos tornando apáticos e distantes dos ensinamentos morais de Jesus e dos avatares espirituais que passaram pelo planeta.
 
Está na hora de abrirmos os olhos e colocarmos os pés no chão. A decadência moral de uma parcela de nossa sociedade não é motivo de desânimo, mas de trabalho redobrado em favor do Bem e da Paz. O planeta Terra foi criado para servir de morada aos Espíritos pacíficos e de boa vontade. Jamais será uma "colônia de férias" para os Espíritos inferiores.
 
Jesus deixou isso bem claro em seu célebre Sermão do Monte, quando bem-aventurou os Espíritos que sonham com um mundo mais justo e igual, alteritário e democraticamente favorável ao livre pensar e agir.
 
CARMEM PAIVA DE BARROS
editora da gazeta digital KPC
João Pessoa - PB.

terça-feira, 8 de abril de 2014

A DEPRESSÃO ME FEZ UM NOVO HOMEM

Minha esposa não suportou a perda prematura do filho mais velho. Pouco a pouco, deixou-se envolver pelos emaranhados sutis da depressão. Perdeu o gosto pela vida. Definhou fisicamente. Caiu no fundo do poço da desesperança.
 
Os médicos que cuidaram de sua saúde debilitada pela pressão arterial sempre alterada, descompasso cardíaco, sudorese, medo excessivo, falta de apetite, pesadelos e estresse emocional, não se deram conta que a causa de tudo isso era a nefasta depressão.
 
Minhas filhas e eu, lutamos dois anos com internações hospitalares e tratamentos antidepressivos sem nenhum resultado positivo. Pensei até em levá-la para tratamento espiritual em Centro Espírita, mas fui desaconselhado pela própria doente.
 
Foi a partir de 2011 que tudo começou a mudar quando minha esposa passou por uma consulta médica mais criteriosa e sem pressa. O cardiologista que a atendeu diagnosticou o processo depressivo acrescido de uma síndrome de pânico atroz. Prescreveu os medicamentos que ela precisava para restabelecer o equilíbrio físico e emocional, uma dieta balanceada, sem gordura, sem açúcar, sem preocupação, sem ansiedade, e uma boa dose de otimismo.
 
Minha esposa pesava 70 kg. Perdera 35. Precisava ganhar 15 para manter-se com o peso ideal para sua altura - 1,58 cm. Perdera também a autoestima e gosto pela música. A psicoterapia aplicada passava pelo estímulo natural que a levasse aceitar a perda do nosso ente querido.
 
Psicoterapia sem drogas e fisioterapia afetiva todos os dias para restabelecer o espírito de bom ânimo de uma mulher que fôra tão cheia de alegria e gosto pela vida. Os amigos sinceros nunca nos deixaram sozinhos nessa luta. Não passam de meia dúzia, mas sempre estiveram e estão conosco.
 
Como as minhas filhas trabalham, têm casas e responsabilidades para administrar, assumi pessoalmente a responsabilidade de cuidar da esposa e das tarefas domésticas diárias. Aprendi a ser cuidador, fisioterapeuta, faxineiro, office-boy (fazer feira, pagar contas, comprar medicamentos, etc.) e administrar a economia doméstica.
 
Busquei serenidade e equilíbrio na oração e no silêncio de minhas noites insones ao lado da companheira que ansiava vencer suas próprias dificuldades emocionais. Mesmo um pouco desgastado físicamente, fortaleci-me psicológica e espiritualmente com os ensinamentos repassados pela Doutrina dos Espíritos.
 
Revesti-me de um novo ser humano. Mais solidário, mais generoso, mais indulgente, mais humildde, mais disciplinado e mais paciente com as pessoas do meu convívio familiar, social e religioso. E também com aquelas que apenas "conheço", sem ter tido com elas experiências mais relevantes no aprendizado natural do dia a dia.
 
Três anos depois, minha esposa já apresenta sinais de que quer viver e voltar a sorrir como antes. Pouco a pouco, retoma suas tarefas dentro de casa. Prepara nossas refeições, ouve músicas (adora Chico Buarque), faz o nosso Evangelho no Lar, às quartas-feiras, voltou a caminhar sem o "andador", conseguiu chegar aos 50 kg, já fez caminhada na pracinha do bairro, toma banho de sol todos os dias, ler O Evangelho Segundo o Espiritismo todas as noites, antes de dormir, alimenta-se e dorme bem.
 
A depressão é apenas uma vaga lembrança em sua cabeça. Antes ela achava que não passaria dos 65 anos de vida física. Está com 68. Já sonha atingir os 75 anos plena de vida saudável e equilibrada.
 
Eu? Estou com 63 anos. Cansado, não nego, mas feliz e agradecido a Deus por tudo que passei nesses últimos três anos. Precisava dessa experiência. Era espírita orgulhoso e egoísta. Não tinha consciência do verdadeiro sentido das palavras "amor ao próximo".
 
Hoje eu sei que amar ao próximo é esquecer-se de si mesmo e entregar-se nas mãos da caridade, incondicional e desinteressadamente. Começa dentro de casa, valorizando as pequenas coisas e as mais simples ações que nos levam a otimizar a vida com o milagre da atenção, da gentileza e da generosidade.
 
Quando não me dou conta de abraçar minha esposa, logo após o café da manhã, ela lembra: "Esqueceu da terapia do abraço, meu filho?" Abraçamo-nos, sorrimos e choramos juntos...
 
CARLOS ANTÔNIO DE BARROS,
João Pessoa - PB

AÇÕES POSITIVAS PARA UMA VIDA MELHOR

A Fundação Para Uma Vida Melhor é uma instituição sem fins lucrativos, de atuação internacional, que divulga diversas mensagens por meio de campanhas de utilidade pública, transmitindo valores essenciais que ora se perdem em nossa sociedade e, se bem aplicados, transformam a vida de todos.
 
Suas campanhas (filmes, banners, histórias e outras formas de comunicação) são difundidas por meio das grandes mídias como jornal, televisão, cinema e internet. Sugerem os benefícios de uma vida baseada em valores positivos para o bem estar social.
 
Segundo os criadores da Fundação Para Uma Vida Melhor, "a instituição instiga as pessoas a alcançar um nível mais alto e, em seguida, a transmitir os valores positivos que aprenderam. Esses exemplos aparentemente insignificantes de pessoas cujas vidas se baseiam em valores, talvez não transformem o mundo, mas, em conjunto, não temos dúvida de que farão uma enorme diferença. E, durante o processo, contribuirão para tornar o mundo um lugar melhor para todos."
 
Acesse o site e conheça o relevante trabalho dessa fundação e passe adiante o seu projeto: http://www.umavidamelhor.org.
 
MARIA LÚCIA MAGALHÃES
correspondente de KPC
Teresina - PI

quinta-feira, 3 de abril de 2014

CHAMOU A ATENÇÃO

O artigo "Estupro e Falso Moralismo", assinado por Carmem Paiva de Barros, a nossa secretária de Redação, já registrou mais de 100 acessos de página em menos de dois dias. Apenas uma leitora teve "a coragem" de enviar recado fazendo o contraponto do pensamento de nossa secretária.
 
Sabemos que o assunto é polêmico, mas não é "pecado" analisá-lo com bom senso e respeito àquelas mulheres que "são culpadas" por "provocarem" os homens nas rua, no metrô, no trem e no ônibus.
 
O maníaco sexual não tem "culpa" nenhuma. Ele é "instigado" a cometer o ato criminoso contra a mulher que se veste como pode e gosta, segundo a pesquisa do IPEA que causou indignação até na presidente Dilma Rousseff.
 
O nosso blog é alteritário e essencialmente democrático. Aqui vale a opinião do(a) leitor(a), conquanto não desrespeite a dignidade da mulher brasileira que, a nosso ver, pode ser decentíssima com roupa larga e comprida ou pelada numa praia de naturistas.
 
Envie o seu recado eletrônico: kardecpontocom@outlook.com ou cabarros157pensador@hotmail.com.

CARLOS ANTÔNIO DE BARROS,
coordenador e redator do blog KPC.

NOVA ENQUETE KPC

Estamos querendo saber se "para ser espírita de verdade" você precisa...
 
<> Frequentar um Centro Espírita.
<> Desenvolver e Educar a Mediunidade.
<> Estudar as Obras Básicas da Codificação.
<> Fazer Caridade e ser Reconhecido como Cristão.
<> Acreditar no Espiritismo e Viver Sinceramente os Ensinamentos de Jesus.
 
Você pode escolher mais de uma opção de resposta. A Enquete fica disponível até maio. Participe e envie seu comentário para nossa Redação.
 
A Enquete está postada na primeira coluna à esquerda da página central deste blog.
 
CARMEM PAIVA DE BARROS,
secretária de redação de KPC.

BATE-PAPO ESPECIAL

Conversamos com um dos divulgadores mais experientes do movimento espírita de Araraquara (SP) e região sobre a significativa tarefa de transmitir mensagens via telefone, correios e pessoalmente: Laurindo de Lázari.
 
Ele desenvolve a tarefa por conta própria há mais ou menos 30 anos. Tem como base de trabalho pequeno espaço reservado em sua residência. Ficou curioso para saber mais sobre o trabalho de Laurindo de Lázari?
 
O Bate-Papo completo está na página ENTREVISTAS. Você certamente vai conhecer um pouco mais da vida espírita desse divulgador prestes a completar 72 anos de idade. Confira e deixe comentário.
 
CARMEM PAIVA DE BARROS,
secretária de redação de KPC.

quarta-feira, 2 de abril de 2014

MINHAS MULHERES

Minhas mulheres são todas muito queridas.
São simples, românticas, sonhadoras e passionais.
Vivem soltas, risonhas, maliciosas e atrevidas.
Amam e odeiam, sofrem e choram como deusas normais.

Minhas mulheres são professoras, donas de casa, cozinheiras e gentis.
Mas ai de que não amá-las na mesma proporção.
Chamo-as de Célia, Carmem, Rose, Aline, Lívia, Luíza e Beatriz.
São todas mulheres veneradas por minha eterna paixão.

Minhas mulheres são cheias de orgulho todo dia,
Mas são humanas, generosas e justas, sem empinar o nariz.
Fazem do mundo um palco imenso de alegria,
Com um projeto simples de vida: Ser Feliz!

Poema do jornalista Carlos Antônio de Barros,
coordenador editorial do blog KPC.
João Pessoa - PB